Zagueiro diz que Fla x Flu terá clima triste: ‘A semana não é das melhores para jogar bola’

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 16h22
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.Digão disse que jogadores ficaram abalados por conhecerem as dificuldades das categorias de base

Flamengo e Fluminense vão se enfrentar nesta quinta-feira (14), pelo Campeonato Carioca, e o clima será de tristeza. De acordo com o zagueiro Digão, do Tricolor carioca, não é um bom momento para jogar bola, por causa da tragédia que aconteceu no Ninho do Urubu, na última sexta-feira (8).

“A semana não é das melhores para jogar bola. Clima muito triste. Todos os jogadores passaram por essa transição de base e sabem como é difícil largar a família longe e ir atrás de um sonho. A gente fica triste. Jovens com futuro promissor, que queriam dar o melhor para as famílias e acontece essa fatalidade. É orar pelas famílias para que Deus possa confortar o coração de todos. É difícil, mas, infelizmente, a vida tem que seguir. Não aconteceu o jogo, agora vai acontecer”, disse o defensor.

O clássico seria realizado no último sábado (9), às 19 horas, e foi adiado pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) para esta quinta-feira, às 20h30. No mesmo Maracanã, nesta quarta, às 21h30, o Vasco enfrentará o Resende na outra semifinal da Taça Guanabara. A decisão está marcada para este domingo, às 17 horas.

Digão acredita que o Fluminense não estará mais forte psicologicamente que o Flamengo por conta de tudo o que aconteceu. “Acho que todos ficaram abalados. Sinto como se fosse alguém da minha família. Vivemos essa fase da categoria de base e sabemos como é difícil. Senti muito. Sou pai, sei o quanto é difícil. O Abel (Braga, técnico do Flamengo) sabe muito bem com é essa dor. Infelizmente aconteceu. Lamentamos profundamente. Todos ficaram abalados. Seja Fluminense, Vasco, Botafogo, Flamengo”, disse.

O defensor analisou o rival e sabe que o Fluminense terá que jogar bem para vencer. “Começamos a preparação pensando no Flamengo, pensando em parar os pontos fortes deles. São vários, são grandes jogadores, mas temos que pensar na gente. Vamos entrar fortes, para fazer um grande jogo. Esperamos um Flamengo forte, independentemente de quem jogar”, completou.

Com Estadão Conteúdo