Hoje no Mirassol, Edson Silva reencontra São Paulo e Ceni: “alegria enorme”

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2017 15h51

Campeão da Copa Sul-Americana pelo São PauloCampeão da Copa Sul-Americana pelo São Paulo

O jogo entre São Paulo e Mirassol, neste sábado, no Morumbi, vai mexer com os sentimentos de Edson Silva. Hoje no time interiorano, o zagueiro reencontrará o ex-clube pela primeira vez desde que deixou o Brasil, em dezembro de 2015.   

Prestes a voltar ao palco que lhe provoca excelentes recordações, o defensor de 30 anos está ansioso e, ao mesmo tempo, feliz – como deixou claro em entrevista exclusiva a Zeca Cardoso, para a Rádio Jovem Pan. 

“É uma alegria enorme poder voltar a essa casa que me deu tantas felicidades. Espero que a gente possa fazer um bom jogo“, afirmou o jogador. “Claro que vamos encontrar dificuldades, porque o São Paulo vive um bom momento e o Morumbi vai estar cheio, mas sabemos que dentro de campo são 11 contra 11. Vamos tentar surpreender e sair da partida com uma vitória.

Edson Silva jogou no São Paulo por três temporadas, de 2012 a 2015. Neste período, alternou bons e maus momentos e conquistou o título da Copa Sul-Americana – o último faturado pelo clube tricolor. Em dezembro de 2015, o zagueiro se transferiu ao Estrela Vermelha, da Sérvia, e, no início do ano, voltou ao futebol brasileiro para jogar no Mirassol. 

A possibilidade de reencontrar o amigo Rogério Ceni no jogo deste sábado anima o zagueiro – ainda que o ex-goleiro não vista mais luvas, meiões e chuteiras.

“O Rogério dispensa comentários. Ele tem sede de vitória, é um baita profissional. Às vezes, quando a gente estava com um pouco de dificuldade dentro de campo, ele tinha uma excelente leitura do jogoVia que o treinador muitas vezes não conseguia passar as instruções e fazia esse papel. Espero que, como técnico, ele tenha o mesmo sucesso que teve como jogador“. 

Nenhuma emoção, no entanto, vai impedir Edson Silva de buscar a vitória no duelo deste fim de semana. Motivado pelo excelente início de temporada do Mirassol  único time com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista , o zagueiro confia em no mínimo um empate no Morumbi. 

Eu tenho muito carinho pelo São Paulo, porque é o time que praticamente me fez ser o Edson Silva. Alguns familiares até brincam comigo… Eles dizem que ninguém me conhece como Edson Silva, e sim como o Edson Silva do São Paulo. Mas o que vai falar mais alto no sábado é o lado profissional. Vou entrar em campo para ganhar o jogo ou no mínimo um ponto para o Mirassol, finalizou.