Aos 32 anos, morre corredora americana que lutava contra câncer por uma década

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2019 11h06
Reprodução youtube/brooksrunningGabe Grunewald faleceu após travar luta contra câncer por 10 anos

Gabe Grunewald, corredora de 32 anos que travava uma luta contra um tipo raro de câncer, morreu na noite da última terça-feira (11), informou o diário esportivo Marca. A americana não competia oficialmente desde junho de 2017, mas corria por hobby com o marido nos últimos dois anos.

Mesmo após ser diagnosticada com carcinoma adenoide cístico em 2009, a atleta teve uma carreira considerada de sucesso, com direito ao título americano de 3.000 metros em 2013, além de participação na Copa do Mundo na Polônia no mesmo ano e um nono lugar no Mundial de Pista Coberta, em 2014.

A história de superação de Gabe ficou conhecida mundialmente. Após um ano de tratamento após ser submetida à remoção do tumor, os médicos descobriram que ela era portadora de um câncer papilar de tireoide, em 2012.

No entanto, quatro anos depois, o câncer reapareceu e Grunewald precisou passar por uma cirurgia de remoção do fígado, além de ter acompanhamento contínuo, com sessões de quimioterapia. Ainda assim, a esportista voltou a ter tumores, que a afastaram das pistas.

“Quando eu fui diagnosticado com câncer pela primeira vez, eu tentei priorizar as coisas da vida que eu gostava e, por essa razão, eu queria focar em ser um atleta tão bom quanto eu poderia”, comentou sobre a luta contra o câncer.