Em 1º jogo após polêmica, jogadora transexual faz 8 pontos e perde

  • Por Jovem Pan
  • 02/04/2019 10h23
DivulgaçãoTime de Tifanny terá que vencer o próximo jogo para manter chances de títulos

Na semana passada, a jogadora transexual Tifanny foi protagonista de uma polêmica criada pelo técnico Bernardinho. Depois de passada toda controvérsia, ela jogou nesta segunda-feira (1) e saiu de quadra derrotada. O time dela, Sesi Bauru, jogou em casa e mesmo assim perdeu por 3 sets a 0. Foi o 1º jogo da semifinal da Superliga feminina de vôlei. A decisão acontece em uma série melhor de 3.

Tiffany fez apenas 8 pontos e foi parada pelos bons bloqueios de Fabiana, Fernanda Garay e Nicole Fawcett. A ponteira Michelle foi eleita a melhor do jogo. Vale destacar que o Praia Clube é o atual campeão da Superliga de vôlei.

O problema da semana passada aconteceu quando surgiu um vídeo em que Bernardinho reclamou de um ataque forte de Tiffany: “é um homem, é f…!”. Rapidamente ele se explicou e pediu desculpas, que foram aceitas pela jogadora. Mas a comunidade LGBT reclamou do ocorrido e recebeu muitas respostas nas redes sociais. Até Eduardo Bolsonaro, senador e filho do presidente Jair Bolsonaro, se manifestou no Twitter, com críticas e ironias.

Agora o time de Tiffany precisa vencer o próximo jogo para continuar com chances de título. A partida será na próxima segunda-feira (8), às 19h (de Brasília), em Uberlândia. O terceiro confronto, se necessário, está marcado para 11 de abril, às 20h30, também em Uberlândia.