Evento em Interlagos em memória aos 25 anos sem Senna atrai 15 mil pessoas

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2019 19h21
LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOFãs de Ayrton Senna participaram de evento no Autódromo de Interlagos, em São Paulo

O Autódromo de Interlagos recebeu nesta quarta-feira (1) o Senna Day Festival, evento promovido pelo Instituto Ayrton Senna para homenagear o piloto, que morreu há exatos 25 anos, no dia 1º de maio de 1994, em Imola, na Itália. Segundo a organização, cerca de 15 mil pessoas compareceram à celebração ao legado do tricampeão mundial de Fórmula 1, que ainda movimenta uma multidão de fãs Brasil afora.

O evento teve diversas atrações, variando desde recreações infantis até uma corrida de kart de duas horas, que contou com as presenças de nomes como Felipe Giaffone, Marcos Gomes, Marcel Coletta e Gaetano Di Mauro.

Outro destaque no quesito velocidade foi a presença da McLaren Senna no autódromo. Avaliado em 8 milhões de reais e com cerca de 500 unidades produzidas, o hipercarro projetado em homenagem ao ícone do automobilismo mostrou sua potência de 800 cavalos na pista paulistana.

Personalidades como Rubens Barrichello, Sérgio Sette Câmara e Cacá Bueno deram algumas voltas com a McLaren. Xuxa, que chegou a ter um relacionamento com Senna, também compareceu. Outro que marcou presença foi o governador de São Paulo, João Doria (PSDB)

Depois de experimentar o McLaren Senna, o tucano falou sobre o ídolo. “É um herói brasileiro. Um homem que é um exemplo para todos os brasileiros pela força, pela determinação, pelo trabalho, pela confiança, pelo patriotismo”, disse.

“É alguém que lutou para vencer. Foi um guerreiro e é um grande exemplo para todas as gerações. Aos 25 anos de sua morte, mais do que rememorar o triste momento em que ele se foi, é lembrar do legado deixado”, completou o político.

A exposição de artigos raros de Senna também foi um destaque. Os fãs puderam relembrar a trajetória do piloto, revendo troféus, capacetes, macacões, karts, miniaturas e outros itens. No total, 25 peças de colecionadores e do acervo pessoal da mãe do tricampeão, dona Neyde.

Além disso, ocorreram caminhadas e corridas de 5 e 10 quilômetros ao longo do circuito na parte da manhã. Durante todo o dia, o palco localizado na parte central da pista recebeu atrações musicais como Daniela Mercury, Daniel e Victor Chaves.

A renda obtida com o evento será revertida em ações do Instituto Ayrton Senna, idealizado pelo piloto e presidido por sua irmã, Viviane. Ela destacou o legado do tricampeão.

“Estamos aqui não para celebrar a morte de Ayrton, mas a vida. A vida que inspira milhões de brasileiros mesmo 25 anos depois. A inspiração não vem só dos sucessos na pista, mas também pela admiração ao homem de garra, determinação, disciplina e perseverança que estava por trás do piloto”, disse.

*Com Estadão Conteúdo