Ex-jogador de futebol americano é considerado culpado por estuprar mulher de 58 anos

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2019 09h06
Reprodução Youtube/Law & Crime NetworkEx-jogador de futebol americano, Kellen Winslow é condenado por estupro

O ex-jogador de futebol americano Kellen Winslow foi considerado culpado na última segunda-feira (10) por estuprar uma mulher de 58 anos. O ex-tight end do New England Patriots, Jets e Cleveland Browns foi julgado pelo Tribunal de San Diego, informou a revista People.

Winslow será condenado a prisão perpétua por já ter praticado outros crimes, como tocar nas partes íntimas de uma idosa de 77 anos e se expor à uma outra mulher de 57 anos.

“Este caso não é um ele disse, disse ela. Este caso é uma ela disse e ela disse e ela disse e ela disse e ela disse. Cinco mulheres separadas, cinco vítimas separadas, todas corroboradas umas pelas outras. Este homem é um predador sexual que vitimou todas essas mulheres”, comentou o vice-promotor público Dan Owens na audiência.

O vice-promotor se referiu a outras três acusações que estão sendo julgadas contra o ex-atleta de 35 anos de idade.

Entenda o caso de estupro

Uma mulher em situação de rua, identificada como Jane Doe 2 no tribunal, acusou Winslow de tê-la estuprado no Dia das Mães do ano passado. Amiga do ex-jogador, ela disse que, inicialmente, foi convidada para tomar um café, mas ele a levou para uma área isolada e a estuprou.

“Eu pensei que íamos parar no Denny’s, e ele continuou indo, indo e indo.Ele me segurou, agarrou meu braço e disse: ‘vamos fazer sexo’. Foi doloroso. Eu apenas mantive meus olhos fechados. Eu estava com medo dele. … Ele era um cara super grande. Eu só sabia que não havia saída”, declarou em seu depoimento.

“Ele me disse que se eu gritasse, ele me sufocaria ou me mataria. Eu pensei que aquela seria minha última noite”, continuou.