Hamilton faz ‘milagre’, segura Verstappen e vence em Mônaco pela 3ª vez

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2019 13h19
Srdjan Suki/EFELewis Hamilton celebrou uma das maiores vitórias de sua carreira com um boné em homenagem a Niki Lauda

Lewis Hamilton segue provando, dia após dia, que não é pentacampeão mundial de Fórmula 1 à toa. Neste domingo, o piloto inglês resistiu a uma pressão intensa de Max Verstappen, operou uma milagre para superar o desgaste dos pneus médios e venceu o GP de Mônaco em uma das corridas mais marcantes de sua carreira.

Foi o 77º triunfo da vida de Hamilton, a terceira dele no circuito de rua de Montecarlo e a quarta neste ano, o que o deixa ainda mais folgado na liderança do Mundial de Pilotos. Ele dedicou o triunfo a Niki Lauda, que recebeu outras homenagens antes da corrida. Todos os pilotos, por exemplo, usaram bonés vermelhos para homenagear o lendário tricampeão, que morreu na última segunda-feira.

Foi a primeira vez em seis corridas nesta temporada em que não houve dobradinha da Mercedes. Sebastian Vettel, da Ferrari, foi o segundo colocado. O alemão terminou a prova em terceiro, mas o holandês Max Verstappen, da Red Bull, dono do segundo posto, foi punido em cinco segundos em razão de uma saída insegura após troca de pneus e caiu para a quarta posição. O pódio foi completado pelo finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes.

A corrida no tradicional circuito de rua de Montecarlo teve abandono, ultrapassagens, punição e um milagre de Hamilton, como ele próprio definiu em uma mensagem via rádio. Foram componentes suficientes para ser a mais agitada e emocionante de 2019. Também houve estratégia e tensão com as trocas de pneus durante a entrada do safety car em virtude da presença de detritos na pista deixados pelo carro de Charles Leclerc.

Hamiltono, desde a 14ª volta, fez uso de pneus médios, que se desgastaram mais rápido em relação aos de Verstappen, o que ajudou o holandês, que tomou o segundo lugar de Bottas no começo da corrida na saída dos boxes, a pressionar muito. No fim, o piloto da Red Bull tentou a última investida na chicane após o túnel. Os carros se tocaram, mas Hamilton segurou a pressão, manteve a ponta e cruzou em primeiro.

Confira, abaixo, o resultado final do GP de Mônaco de Fórmula 1:

*Com informações do Estadão Conteúdo