Prefeitura de São Paulo libera mais R$ 43 milhões para obras em Interlagos

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2018 15h52
Paulo Lopes/Futura Press/Estadão ConteúdoO Autódromo de Interlagos recebe o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 neste domingo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), formalizou, neste domingo, a assinatura de um contrato para a liberação de mais R$ 43 milhões para obras no autódromo de Interlagos. O acordo foi firmado com o ministro do Turismo, Vinicius Lemmertz, e promete modernizar a área dos boxes, além de concretizar a cobertura do paddock. A tendência é de que o teto dos boxes seja elevado, para propiciar mais espaço para o trabalho das equipes.

“Vamos fazer a cobertura do paddock e a reforma dos boxes. Enquanto o processo de privatização não avança na Câmara Municipal, a gente continua a tratar bem do autódromo, porque sabe da importância dele para a cidade de São Paulo”, afirmou Covas, pouco antes do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

Os R$ 43 milhões a serem gastos nas obras integram o pacote de R$ 160 milhões investidos desde 2014 na revitalização do autódromo. Bancada com recursos federais, a reforma foi assegurada como contrapartida para a renovação do contrato da organização do GP do Brasil com a Fórmula 1. Com o acordo, Interlagos garante permanência no calendário da principal categoria do automobilismo mundial pelo menos até 2020.

De acordo com a Prefeitura, dos R$ 160 milhões previstos, R$ 116,7 já foram repassadas pelo governo federal. Destinado à revitalização do asfalto e construção de áreas como um novo edifício de apoio, centro operacional e galeria técnica para fiação elétrica e dutos sanitários, o valor já foi gasto em cinco etapas, de 2014 a 2018. A quantia liberada neste domingo corresponde à última delas.

Segundo Covas, por ter de esperar o avanço das etapas de licitação, não é possível estimar prazos para a conclusão das reformas. “A Prefeitura tem de trabalhar independentemente do processo de privatização. Vamos continuar trabalhando a favor do autódromo”, afirmou. “A Prefeitura vai continuar a tratar do autódromo até o último momento em que for a detentora do espaço”, finalizou.

Com informações do Estadão Conteúdo