Super Bowl tem homens na equipe de líderes de torcida pela 1ª vez

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2019 11h24
Reprodução/Instagram Quinton Peron e Napoleon Jinnies integram a equipe de cheerleaders do Los Angeles Rams desde 2018

Super Bowl LIII fez história – e não foi só dentro de campo. No domingo (3), a principal competição esportiva dos Estados Unidos teve homens no time de líderes de torcida pela primeira vez. Quinton Peron e Napoleon Jinnies se destacaram no meio de uma multidão de mulheres e inauguraram um novo marco na Liga de Futebol Americano (NFL).  

Ainda que vestidos de forma mais discreta, sem pompons e com o corpo todo coberto, a dupla atraiu os holofotes da torcida do Los Angeles Rams. Apesar da derrota, o time foi parabenizado nas redes sociais por ampliar a diversidade dentro do campo. Também pelas redes, os cheerleaders comemoraram a representação da comunidade LGBT no maior evento de futebol americano do mundo.   

“2018: primeiros líderes de torcida na NFL; 2019: primeiros líderes de torcida no Super Bowl. Eu nem consigo respirar!”, comemorou Jinnies pelo Twitter, assim que soube da notícia. Peron, por sua vez, respondeu o amigo em êxtase: “Ei Napoleon, você acha que Atlanta está pronta para nós? Não! Estamos indo para o Super Bowl!” 

Além do Los Angeles Rams, o New Orleans Saints também conta um homem no grupo de cheerleaders, chamado Jesse Hernandes.