Principais autoridades portuguesas felicitam Cristiano Ronaldo por prêmio

  • Por Agencia EFE
  • 13/01/2014 20h05
O craque português desbancou Lionel Messi e Franck Ribéry na premiaçãoCristiano Ronaldo se emociona ao ganhar a Bola de Ouro

A concessão ao jogador português Cristiano Ronaldo da Bola de Ouro 2013 gerou imediatamente uma corrente de reações em seu país natal, cujas principais autoridades felicitaram o capitão da seleção.

O presidente, Aníbal Cavaco Silva, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o líder do principal partido da oposição, o socialista António José Seguro, não perderam a oportunidade de congratular o jogador, uma das maiores figuras de Portugal e um de seus principais expoentes em nível mundial.

Cavaco Silva destacou em comunicado que o jogador do Real Madri se transforma com o prêmio de hoje “no primeiro português a receber por duas vezes” o prêmio, o que representa “um reconhecimento a seu excepcional nível esportivo e ao esforço e dedicação colocados em toda sua carreira”.

O presidente condecorará Ronaldo na próxima semana com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante dom Henrique, uma das maiores distinções outorgadas pelo Estado luso.

Passos Coelho, por sua parte, transmitiu suas “calorosas” felicitações ao jogador por considerar que, com este novo reconhecimento, “ajuda a dar mais prestígio à seleção nacional e a todo o país”.

“A Bola de Ouro reforça o êxito com o qual Cristiano Ronaldo levou as cores nacionais e o orgulho português a todas as partes do mundo e representa um bom auspício para o Mundial do Brasil”, ressaltou o primeiro-ministro conservador.

Já o ministro da Presidência – responsável da pasta de Esportes -, Luís Marques Guedes, ressaltou que Ronaldo é “campeão até na emoção”, em referência às lágrimas que escaparam do jogador quando subiu para receber o prêmio acompanhado de seu filho.

Do Partido Socialista – na oposição -, António José Seguro elogiou através das redes sociais “a capacidade de trabalho e entrega” do atacante e considerou que se transformou já “em um dos melhores exemplos de projeção do nome de Portugal” em nível internacional.