Psiquiatra de Casagrande diz que infarto não tem relação com drogas

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2015 13h04
ORG XMIT: 085401_0.tif O ex-jogador do Corinthians Casagrande durante a apresentação do novo uniforme da equipe, no Parque São Jorge, em SP. (São Paulo, SP, 18.07.2006 Foto de Mário Ângelo/Folhapress)Casagrande sentiu dores no peito e foi levado a um hospital de Alphaville

Em entrevista concedida para a repórter Izilda Alves, da rádio Jovem Pan, na manhã deste sábado (30), o médico psiquiatra responsável pelo tratamento do ex-jogador Walter Casagrande Jr contra as drogas, doutor Pablo Roig, afirmou que o infarto que levou o ídolo corintiano à UTI não tem relação com o uso de drogas e que o paciente se recupera bem.

“Ele teve uma obstrução de uma coronária, graças a Deus, não foi muito importante, então as consequências do infarto não são de grande importância, tanto que amanhã ele estará no quarto. Esta na UTI, mas entre hoje e amanhã estará no quarto”, afirmou o psiquiatra.

Responsável pelo tratamento do comentarista que teve problemas com cocaína durante a vida, Pablo Roig afirmou que Casagrande tem seguido o tratamento corretamente e que o infarto não tem relação com o usa de drogas: “tem inúmeras causas. Tem o tabagismo que é um complicador significativo. Tem o termo alimentar, ele está um pouquinho obeso, tem uma série de fatores que podem ter colaborado”, explicou.

“Ele está bem, está mantendo o tratamento, não houve uso de cocaína recente para justificar o infarto. Foi um infarto por obstrução e uma coronária, e ele está sendo muito bem tratado. Está consciente, animado, otimista e muito bem. Está sob monitoramento”, completou o psiquiatra que acabara de deixar o hospital em que Casagrande está internado.

Mais cedo, o Hospital TotalCor divulgou boletim médico a respeito da saúde do ex-jogador e comentarista. De acordo com o boletim o estado do ex-jogador é estável e ele tem respondido bem ao tratamento.

“O Hospital TotalCor informa que o Sr. Walter Casagrande Jr. permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com quadro de saúde estável e evoluindo positivamente ao tratamento.”