Ataque em Berlim pode ter sido feito por imigrante que buscou asilo, diz Merkel

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 20/12/2016 09h31
BRU108 BRUSELAS (BÉLGICA) 29/06/2016.- La canciller alemana, Angela Merkel, da una rueda de prensa tras finalizar la segunda jornada de la reunión del Consejo Europeo en Bruselas (Bélgica) hoy, 29 de junio de 2016. Merkel afirmó hoy que los veintisiete jefes de Estado y de Gobierno que formarán la UE una vez el Reino Unido abandone el club comunitario no consideran necesario cambiar los tratados, sino trabajar mejor con los instrumentos disponibles para conseguir mejor sus objetivos. EFE/Stephanie LecocqChanceler alemã Angela Merkel fala em Bruxelas

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira (20) que o incidente com um caminhão ocorrido em um mercado de Natal de Berlim aparentemente foi um ataque terrorista. Segundo ela, a ação pode ter sido cometida por um imigrante que havia buscado asilo na Alemanha.

“Eu sei que seria especialmente duro para todos nós suportar isso se for confirmado que a pessoa que cometeu este ato buscou proteção e asilo na Alemanha”, afirmou Merkel na chancelaria em Berlim. “Seria especialmente desprezível em relação a muitos, muitos alemães que estão diariamente envolvidos na ajuda aos refugiados e em relação a muitas, muitas pessoas que realmente necessitam essa proteção e lutam para se integrar em nosso país “

Merkel disse que está em contato constante com as autoridades do setor de segurança e que será feito o que for necessário para investigar o ataque. Ela pediu também que os alemães não vivam com medo. “Nós não queremos viver paralisados pelo medo do mal”, afirmou.

Segundo a imprensa alemã, o suspeito detido após o ataque era um cidadão paquistanês que foi para a Alemanha em 2015 ou no início de 2016. O suspeito lançou um caminhão contra a multidão, matando pelo menos 12 pessoas. 

Confira as informações do correspondente da Jovem Pan na Europa, Ulisses Neto: