Abin não deve sofrer grandes mudanças, indica general Heleno

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 15h59
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilGeneral Heleno vai assumir Gabinete de Segurança Institucional em janeiro

O futuro ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou nesta segunda-feira (3) que a equipe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) não deve sofrer grandes mudanças no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. A Abin integra o gabinete que será comandado pelo militar da reserva.

“Não tem também muita coisa para mexer [na Abin]. Essas mexidas não são muito normais. O GSI, como o Ministério da Defesa, já vinha [sendo] bastante ‘arrumado’. Não tem muito o que se preocupar em mexer com gente”, disse, durante cerimônia de 80 anos do gabinete, no Palácio do Planalto.

Segundo o general, essas mudanças não “preocupam” tanto quanto outras funções da pasta, como “missões” e “a necessidade de proximidade com o presidente” – o atual ministro-chefe, Sérgio Etchegoyen, disse que as ameaças contra Bolsonaro estão aumentando e que a segurança deste “exige cuidado”.

*Com informações da Agência Brasil