Alesp aprova concessão de áreas do Zoológico e do Jardim Botânico à iniciativa privada

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2019 09h20
Divulgação/Governo de SPEmpresa que vencer a disputa terá prazo máximo de 35 anos para atuar e precisará realizar melhorias no local

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, nesta terça (11), a concessão da área do Parque Estadual Fontes do Ipiranga à iniciativa privada. Com a medida, as atividades do Zoológico e do Zoo Safári, do Jardim Botânico e outras iniciativas que ocorrem na região poderão ser exploradas.

A empresa que vencer a disputa terá prazo máximo de 35 anos para atuar na área. O governo do estado também exige que sejam feitos investimentos na conservação, manutenção e modernização dos equipamentos do Parque.

Segundo o Secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Rodrigues Penido, a proposta enviada à Alesp pelo governador João Doria “tem como objetivo promover o turismo bem planejado e a parceria da iniciativa privada poderá aumentar a qualidade dos serviços prestados à população”.

O deputado Heni Ozi Culkier, líder da Bancada do NOVO, votou pela aprovação da proposta.”O Estado precisa de prioridades, manter o Zoológico não pode ser uma delas”, disse. “Vamos avançar ainda mais com o processo de privatizações, enxugando o orçamento e destinando mais recursos para as áreas que realmente importam: segurança, saúde e educação.”