Amazonas: Mais 17 presos são transferidos para unidades federais

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2019 21h12
Marcelo Camargo/Agência BrasilAo todo, 26 detentos já deixaram penitenciárias na cidade após serem identificados como líderes de grupos criminosos

Mais 17 presos foram transferidos de estabelecimentos prisionais do Amazonas para presídios federais, informou o governo do estado nesta quinta-feira (30). Ao todo, 26 detentos já deixaram penitenciárias na cidade após serem identificados como líderes de grupos criminosos.

A medida atende a uma solicitação do governo do Amazonas ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. De acordo com o governo estadual, as primeiras nove transferências ocorreram na terça-feira (28) e realocaram detentos identificados como uma ameaça à ordem do sistema de segurança.

“Os locais para onde os presos serão transferidos ficam a cargo do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Para serem transferidos, os detentos devem atender a requisitos técnicos e jurídicos, somados aos dados de inteligência que comprovem a necessidade do envio dos mesmos para estabilizar o sistema”, informou o portal do governo amazonense.

Outros 73 agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), do governo federal, chegaram hoje nos estabelecimentos prisionais do Amazonas. Dez já estavam na capital Manaus desde a noite desta terça-feira (28). Eles reforçarão a guarda, vigilância e custódia de presos no sistema penitenciário.

O efetivo atuará em conjunto com as forças de segurança locais, cabendo ao governo do estado supervisionar e dar todo o apoio logístico necessário para a execução das atividades e serviços.

Sobre a chacina

Neste domingo, 15 detentos morreram devido a uma briga que ocorreu na penitenciária Anísio Jobim, em Manaus. Na segunda, mais 40 pessoas foram encontradas mortas dentro de celas de três estabelecimentos prisionais do estado, fora o Compaj. Um inquérito será aberto para investigar os homicídios.

Para reforçar a segurança nas unidades, o Estado deve receber até o fim da semana cerca de 100 agentes da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária que atuarão no interior das cadeias.

* Com informações da Agência Brasil