Após críticas, organização do SPFW afirma que deu opção para marcas cancelarem desfiles

A programação do evento seguiu sem alterações mesmo após morte de modelo ser confirmada

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2019 14h45
Leco Viana/Estadão Conteúdo"Mesmo abalados, todos decidiram manter os desfiles. Foi decidido também pelo minuto de silêncio na abertura de cada um", informa a nota

O modelo Tales Cotta, 26 anos, sofreu um mal súbito durante desfile da marca Ocksa na São Paulo Fashion Week (SPFW) e morreu no Pronto Socorro Municipal da Lapa, zona oeste de São Paulo, nesse sábado (27). A indústria da moda brasileira vêm recebendo fortes críticas porque, mesmo após a fatalidade se tornar pública, a programação do evento seguiu sem alterações.

Neste domingo (28), a organização da SPFW enviou um comunicado à imprensa em que afirma que foi informada sobre a morte de Tales às 18h50 e se reuniu com marcas, diretores de desfiles, stylists e modelos e foi dada a opção de cancelamento do evento.

“Mesmo abalados, todos decidiram manter os desfiles. Foi decidido também pelo minuto de silêncio na abertura de cada um”, informa a nota.

Contratado para uma apresentação, o rapper Rico Dalasam foi um dos que expressaram sua indignação: “não era para ninguém estar aqui. O cara acabou de morrer e vocês estão aqui como se a vida não valesse nada”. Ele foi aplaudido pelo público presente, o que levou ainda a uma confusão nas redes sociais, já que o rapper criticava justamente quem permanecia no evento.

Leia a nota na íntegra: 

“Esclarecimento

O modelo Tales Cotta teve um mal súbito no desfile da Ocksa e foi prontamente atendido pelos socorristas. Foi levado ao hospital com vida, sem indicação que viria a falecer.

O evento foi informado do falecimento às 18:50.

Com esta notícia, a organização se reuniu com as marcas, diretores de desfiles, stylists e modelos que tinham desfiles na programação, e foi dada a opção de cancelar os mesmos. Mesmo abalados, todos decidiram manter os desfiles. Foi decidido também pelo minuto de silêncio na abertura de cada um.

Lamentamos profundamente a morte de Thales, e mais uma vez prestamos nossas condolências à família. Estamos prestando toda assistência necessária neste triste momento.”

*Com Estadão Conteúdo