Bolsonaro deixa de receber nutrição endovenosa e tem melhora no pulmão

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 17h48
Reprodução/TwitterPresidente passou a ingerir alimentos na última semana

Em recuperação, o presidente Jair Bolsonaro deixou de receber alimentação endovenosa nesta segunda-feira (11), de acordo com boletim médico divulgado nesta tarde pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde ele está internado.

De acordo com médicos que cuidam do presidente, ele “não apresenta dor, febre e segue com melhora do quadro pulmonar” e “foi suspensa a nutrição parenteral [endovenosa], introduzida dieta leve e mantido o suplemento nutricional”.

Bolsonaro, que realizou cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal em 28 de janeiro, “evoluiu com melhora clínica progressiva” e já recebeu alta da unidade de terapia semi-intensiva e foi para apartamento do hospital nesta manhã.

Na semana passada, o presidente foi diagnosticado com pneumonia bacteriana após ter febre e realizar exames. Nas últimas 24 horas, ele não teve dor nem febre e segue com “melhora no quadro pulmonar”, realizando caminhada e fisioterapia.

O boletim médico é assinado pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo diretor superintendente do Albert Einstein, Miguel Cendoroglo. Ainda não há data oficial para que Bolsonaro saia do hospital.

Confira o boletim médico

“​O excelentíssimo presidente Jair Bolsonaro permanece internado no Hospital Albert Einstein. O paciente evoluiu com melhora clínica progressiva e recebeu alta da Unidade de Terapia Semi- Intensiva para o apartamento nesta manhã. Não apresenta dor, febre e segue com melhora do quadro pulmonar. Foi suspensa a nutrição parenteral, introduzida dieta leve e mantido o suplemento nutricional. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, realizados exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada fora do quarto. Por ordem médica, as visitas permanecem restritas.​”