Bolsonaro é quem decidirá se desfila em carro aberto no dia 1º, diz GSI

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2018 11h28
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMesmo após o atentado contra Jair Bolsonaro em setembro, o atual ministro do GSI garante que 'será fácil' manter a segurança durante a posse

O futuro chefe do GSI, Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, e o atual representante da pasta, Sergio Etchegoyen, afirmaram no domingo (30) que a decisão de desfilar em carro aberto no dia da posse presidencial caberá a Jair Bolsonaro.

“O critério é o que ele quiser. Não vamos reduzir a posse a carro aberto ou carro fechado. A festa está pronta e será segura. Certamente vamos ter um dia 1º de janeiro para coroar o processo democrático que se iniciou lá atrás no dia 1º de outubro”, garantiu Etchegoyen.

Tornou-se tradição a cada troca de presidentes, na posse, o eleito desfilar em um Rolls-Royce aberto. Entretanto, após o atentado contra o militar reformado que assumirá o executivo, aliados e eleitores levantaram a possibilidade de o presidente eleito desfilar em carro fechado por segurança.

O atual ministro do GSI garantiu que manter a segurança durante a posse neste dia 1 de janeiro será “muito fácil”. Ele explicou que as ameaças contra Bolsonaro não revelaram novos fatos nos últimos dias e que, além disso, o gabinete sabe lidar com a situação.

“A ameaça é real. Nós não temos o direito de descartar nenhuma delas, nem de avaliar se esta ou aquela é mais ou menos grave. Estaremos preparados sempre para fazer frente a qualquer das ameaças, e estamos preparados. Todas as ameaças possíveis estão sendo prevenidas e serão neutralizadas se ocorrerem”, concluiu.

*com informações do Estadão Conteúdo