Bolsonaro: ‘Governo quer preservar o meio ambiente, mas política xiita ambiental não deixa’

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2019 14h22
Marcos Correa/PREle declarou que pretende privatizar a baia de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, a fim de fomentar o turismo no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro declarou que pretende privatizar a baia de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, a fim de fomentar o turismo no Brasil. De acordo com ele, o governo quer preservar o meio ambiente, mas não pode “por causa da política xiita ambiental”. As informações foram dadas em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Ele comentou ainda as mudanças que fez no Ministério do Meio Ambiente e disse que precisa “tirar esse monte de entulho do ICMBio”. “Eles não trabalham para o Brasil”, comentou. Recentemente, o presidente fez várias substituições no órgão, como a escolha de Ricardo Salles como ministro da pasta.

Bolsonaro afirmou que se depender só dele, pode editar um decreto para revogar a estação ecológica de Angra dos Reis, mas que depois a medida teria que passar pelo Congresso para a confirmação. Ele classificou o turismo brasileiro como “vexatório”. “O turismo nosso é vexatório, tendo em vista que somos os primeiros do mundo em belezas naturais”.

Ministro do Turismo

Em relação à situação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que é acusado de integrar um esquema de laranjas em Minas Gerais, disse que, se houver algo mais “robusto” contra ele, tomará as devidas providências, mas que não pode agir só com acusações, porque, senão, teria que demitir todos.

Bolsonaro elogiou o trabalho do ministro. O presidente lembrou que Álvaro Antônio sugeriu o fim da reciprocidade em pedidos de visto de países como Estados Unidos, do Canadá, da Austrália e de outros países ricos entrem no Brasil sem visto.