Bolsonaro: Peço a Deus que conforte a família do amigo Boechat

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 16h25
Rodolfo Buhrer/Estadão ConteúdoJornalista morreu em acidente aéreo nesta segunda-feira

O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista à TV Band, nesta segunda-feira (11), e lamentou a morte de Ricardo Boechat, que trabalhava na emissora. O jornalista estava em helicóptero que caiu no fim da manhã, no Rodoanel, em São Paulo.

“Estamos muito pesarosos, muito sentidos com esse ‘passamento’ trágico do nosso amigo. Eu peço a Deus que conforte a sua família, a família brasileira que era admiradora do programa e dele como jornalista”, afirmou Bolsonaro.

Direto do Hospital Albert Einstein, o presidente destacou a “amizade de 30 anos” com Boechat. “Não era uma amizade para tomar cerveja, bater um papo, ir no futebol, mas uma amizade jornalística. Passamos muitos momentos juntos”, disse.

Bolsonaro ainda lembrou apelido do jornalista: Jacaré. “Eu que botei esse apelido nele, porque ele gostava de falar, vivia de boa aberta, no bom sentido”, contou, após dizer que era “contrariado” e “elogiado” por ele em diversas ocasiões.

“Todo mundo é humano e dá uma escorregada, raramente ele dava uma escorregada. Nas críticas dele, por vezes bastante ácidas, conseguia trazer o sentimento popular por questões corriqueiras do lado mau do Brasil”, disse ao apresentador José Luiz Datena.

“Essa maneira de se expressar do Boechat falta, sim, no nosso meio jornalístico”, declarou. “Parece que estamos vivendo momentos difíceis, um atrás do outro, e a gente pede a Deus que tenha um ponto final nisso.”