Bolsonaro pode usar reforma da Previdência de Temer para ‘ganhar tempo’, diz Bebianno

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2019 15h41
DIDA SAMPAIO - ESTADÃO CONTEÚDOMinistro afirma que o tema não é ponto pacífico dentro do governo, mas espera que primeiros ajustes sejam realizados logo para sinalizar ao mercado

O ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gustavo Bebianno, disse nesta quarta-feira (2) que o novo governo pode aproveitar a reforma da Previdência do ex-presidente Michel Temer para “ganhar tempo”. “Entendo que aproveitar o que já está lá é um avanço. E depois podemos partir para outros ajustes”, explicou.

Apesar da sinalização, Bebianno ressaltou que a questão é ponto de divergência dentro do governo. Ele acredita que seria importante aprovar alguns pontos do que foi deixado por Temer para sinalizar positivamente aos mercados interno e externo.

“Não há uma definição sobre isso. O ministro Paulo Guedes é o responsável, sabe o que faz. No meu entendimento, ganharíamos tempo com a aprovação de, pelo menos, parte do que já está lá. O momento político é favorável, o apoio popular é muito grande”, propôs.

Eleição na Câmara

Sobre a eleição para a presidência da Câmara, Bebianno garantiu que o governo não irá interferir. Ele aponta que não houve bom resultado quando os governos anteriores “forçaram a mão”.

“A posição do governo é não se meter. Acreditamos na autonomia dos Poderes. Há, logicamente, uma preferência, mas a nossa posição é não externar essa preferência e deixar que o processo ocorra naturalmente”, pontuou.

*com informações da Agência Brasil