Brasileira que cursava Medicina no Paraguai é encontrada morta dentro de apartamento

  • Por Jovem Pan
  • 20/08/2018 13h36
ReproduçãoDe acordo com a perícia, o corpo da estudante tinha marcas de 16 perfurações na região do tórax e pescoço

A estudante brasileira Erika de Lima Corte, de 29 anos, foi morta na madrugada desta segunda-feira (20) no município paraguaio de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. A estudante cursava Medicina no Paraguai.

De acordo com a perícia, o corpo da estudante tinha marcas de 16 perfurações na região do tórax e pescoço. Segundo boletim de ocorrência registrado pela polícia paraguaia, o corpo de Erika foi encontrado com um pano branco sobre o rosto.

Erika foi encontrada no quarto de um apartamento. Ela dividia residência com uma colega de faculdade, Milena Oliveira, que disse à polícia ter saído de casa às 17h e, quando retornou, de madrugada, encontrou o corpo da colega de quarto.

O crime foi registrado como homicídio doloso, mas a suspeita é de que não tenha sido algo premeditado. A Divisão de Homicídios do Paraguai investiga o caso.