Carlos Bolsonaro: Por que me atacam se simplesmente disse a verdade?

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2019 14h44
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoVereador publicou áudio em que o pai, Jair Bolsonaro, se negava a conversar com ministro que presidiu PSL durante eleições

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) usou uma rede social, nesta quinta-feira (14), para responder críticas que estaria recebendo por “ter dito a verdade”. O filho – e correligionário – do presidente Jair Bolsonaro está no centro de recente crise criada em torno do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

“Por que focam as baterias para me atacar se simplesmente disse a verdade? Se respondo sou isso, se me calo sou aquilo”, escreveu, no Twitter. Na quarta (13), Carlos desmentiu informação passada por Bebianno ao jornal O Globo. O ministro disse que teria conversado, naquele dia, três vezes com o presidente, antes de Bolsonaro receber alta hospitalar.

Depois da veiculação da reportagem, Carlos ainda publicou um áudio do presidente, endereçado ao ministro, no qual Bolsonaro informa que não poderia conversar com Bebianno. A postagem foi compartilhada pelo presidente. Os problemas começaram após a divulgação pela imprensa de que o PSL teria utilizado candidatos laranjas.

As falsas candidaturas na eleição do ano passado tinham o objetivo de recolher recursos públicos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), segundo o jornal Folha de S. Paulo. Durante o período eleitoral, Bebianno foi presidente da sigla, já que o titular – Luciano Bivar (PSL-PB) concorria a vaga na Câmara dos Deputados.

*Com informações do Estadão Conteúdo