Cláudio Tognolli lista as bombas do momento e decreta: “a República vai cair”

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2015 16h33
Cláudio Tognoli

O currículo impressiona. Jornalista há 35 anos, Claudio Julio Tognolli já passou por publicações como Veja, Jornal da Tarde, Caros Amigos, Rolling Stone e as rádios Jovem Pan, CBN e Eldorado. Também foi o vencedor de diversos prêmios de jornalismo e literatura, dentre os quais estão Esso e Jabuti.

Porém, seu maior destaque talvez seja a facilidade com que tem acesso à informações de bastidores de divesos assuntos. Não por acaso, o seu blog é um dos mais acessados do site Yahoo!, onde está hospedado.

Em entrevista à Jovem Pan Online, ele listou algumas das principais bombas que devem estourar nos próximos meses e promete: “a República vai cair”.  Confira:

Além da CBF
Pouco antes de ser preso, o cartola José Maria Marin recebeu um jornalista e fez o seguinte desafio: comprovar que alguns publicitários contratados pelo governo fazem parte de maracutaia. O dinheiro recebido em campanhas no exterior vai direto para partidos políticos.

Jovem Pan deu Antes
Tognolli era repórter especial da Jovem Pan em 1998 quando divulgou uma fita com Edmundo contando como a Nike negociou a escalação do Ronaldo na seleção. Essa fita chegou a ser relacionada em uma CPI, mas não foi pra frente porque não teria validade jurídica. A gravação fazia parte de um comercial que o jogador tinha participado. O fato é que “tudo que está acontecendo hoje no futebol brasileiro já foi dado pela Jovem Pan em 1998”, diz.

Terrorista no Brasil
Entre as histórias contadas no seu novo Livro, Ex-agente abre a Caixa-Preta da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Tognolli destaca a história de que um terrorista da Al-Qaeda estava no Brasil e a polícia tinha a informação de como prendê-lo graças a uma dica da CIA. “Mas a Abin mandou um parente do diretor da entidade, que foi pago com verba secreta, e ele deixou escapar”, diz.

Petrolão parte 2
Toda empresa que pega dinheiro emprestado do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) precisa dar uma garantia para o empréstimo. O problema, segundo Tognolli, é que: “nenhuma empresa coloca lastro lá fora. É tudo feito pelo Fundo Garantidor do BNDES. Isso é ilícito”, diz. “A hora que a Lava Jato chegar em quem empresta dinheiro com o Fundo Garantidor, vamos chegar em figuras que você nem imagina.”

Ouro olímpico
Entre os projetos do Tognolli, está um livro sobre a seleção brasileira de vôlei paralímpico. Eles são treinados pelas mãos do craque Amaury Ribeiro, da geração de prata. “Pela primeira vez será contado os bastidores dos motivos de o Brasil não conseguir o ouro em 82”, diz.

Beatle
Outro livro de Tognolli que está prestes a ser lançado é a biografia do engenheiro de som Roy Sicala, que gravou mais de 300 discos de artistas como Jimi Hendrix, Aretha Franklin e Elton John. Segundo Tognolli, diversas passagens da vida pessoal de John Lennon serão contadas no livro. “Vou reabrir a história da morte de Lennon”, diz.

Mais denúncias
Tognolli está fazendo um segundo livro em parceria com o ex-deputado Romeu Tuma Jr. A promessa é que a publicação vem recheada de denúncias conta o governo. “Se até sair esse livro a República não tiver caído, ela vai cair”, diz.

Ameaça fundamentalista
Já existem investigações internacionais sobre o descontrole que há na vinda de imigrantes sírios para o Brasil. “Essas investigações são sobre a infltração de membros do Estado Islâmico entre os imigrantes”, diz.