Com Previdência, Bolsonaro ultrapassa votação histórica de Lula na Câmara

Texto-base da proposta que muda as regras da aposentadoria foi aprovado nesta quarta-feira (11) com 379 votos favoráveis e 131 contrários

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2019 14h24
Divulgação/Palácio do PlanaltoO presidente Jair Bolsonaro (PSL)

O placar que aprovou nesta quarta-feira (10), em primeiro turno, a reforma da Previdência enviada pelo governo Jair Bolsonaro superou aquele obtido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2003 na votação de uma proposta que tratava do mesmo tema.

O texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que muda as regras da aposentadoria passou com o apoio de 379 parlamentares, contra 131. Há quase 16 anos, mais precisamente em 5 de agosto de 2003, Lula obtia uma vitória na Câmara por 358 votos a favor e 126 contra — o maior resultado até então.

São necessários pelo menos 308 votos dos 513 deputados que compõem a Casa. Se for aprovada em dois turnos na Câmara, a matéria segue para análise do Senado.