CPI da Petrobras convoca pessoas ligadas ao doleiro Alberto Youssef

  • Por Agência Câmara
  • 14/05/2015 12h11
CURITIBA,PR,11.05.2015:CPI-PETROBRAS - Doleiro Alberto Youssef em depoimento na CPI da Petrobras, na manhã desta segunda-feira (11), no prédio da Justiça Federal em Curitiba (PR). A CPI deve ouvir os 13 investigados pela Operação Lava Jato que estão presos no Paraná até amanhã. (Foto: Félix R. /Futura Press/Folhapress)Depoimento de Yousseff à CPI da Petrorbas

A CPI da Petrobras aprovou os primeiros requerimentos de convocação de testemunhas. Foram convocados a depor, ainda sem data marcada, as seguintes pessoas: Leonardo Meirelles, doleiro ligado a Alberto Youssef; Rafael Ângulo, funcionário de Youssef; e o empresário Caio Gorentzvaig.

“Rafael Ângulo é um dos entregadores de dinheiro de Youssef. É importante convocar também o ex-policial Jayme de Oliveira, que fazia a mesma coisa”, disse o deputado Ivan Valente (Psol-SP).

Caio Gorentzvaig, ex-acionista da Petroquímica Triunfo, no Rio Grande do Sul, postou vídeo na internet no mês passado em que fazia acusações de corrupção na Petrobras. Ele disse que que a Triunfo foi “expropriada’ em maio de 2009 por decisão do governo para beneficiar a Odebrecht, dona da empresa petroquímica Braskem. Ele mencionou os nomes da presidente Dilma Roussef, do ex-presidente da Petrobras Luiz Sérgio Gabrielli e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa – um dos delatores da Operação Lava Jato.

Ainda faltam mais de 400 requerimentos a serem votados e os deputados só podem apreciar qualquer matéria até o início da Ordem do Dia do Plenário da Câmara. Há uma sessão extraordinária do Plenário marcada para o meio-dia.