Família dispensa velório e adolescente que atacou escola tem enterro reservado em Suzano

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2019 14h58
ANANDA MIGLIANO/ESTADÃO CONTEÚDOEscola que foi cena do crime tem sido local de homenagens às vítimas

A família de Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, dispensou cerimônias e enterrou sem velório, nesta quinta-feira (14) o corpo adolescente, um dos assassinos que invadiram a Escola Estadual Professor Raul Brasil deixando oito mortos um dia antes.

O sepultamento aconteceu no Cemitério São João Batista, em Suzano (SP), mesma cidade onde o crime aconteceu. Entre os presentes, estavam a mãe e mais sete familiares. Um dos tios que o garoto tinha foi morto por ele antes da invasão ao colégio.

Sem parte dos ritos tradicionais, o caixão chegou já lacrado e foi levado diretamente a uma cova já aberta. O enterro aconteceu sob forte esquema de segurança, com a presença das polícias Civil e Militar, além da Guarda Municipal.

O outro assassino – Luiz Henrique de Castro, de 25 anos – foi sepultado em outro cemitério de Suzano, o São Sebastião. O tio dele chegou a pedir desculpas pelo ato do sobrinho. A ação criminosa deixou ainda uma dezena de feridos.

Taucci e Castro morreram após o ataque. A suspeita investigada é de que, ao se deparar com policiais, Taucci tenha atirado no comparsa e se suicidado em seguida. Eles estavam com um revólver, uma besta com flechas e uma machadinha.