FHC critica ‘pedras lançadas’ contra o futuro governo de Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2018 17h50
Agência Brasil"É preciso verificar, antes de condenar", disse o tucano

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso usou as redes sociais neste sábado (15) para criticar as “pedras que são lançadas” contra Jair Bolsonaro (PSL) antes mesmo de o presidente eleito dar início a seu governo.

“Diariamente há pessoas acusadas de corrupção ou mal uso de dinheiro publico. Lamento que antes de começar o novo governo pedras sejam lançadas.É preciso verificar, antes de condenar, mas sem confiança e credibilidade impossível reconstruir o país, como a maioria do povo deseja”, escreveu no Twitter.

A declaração de FHC aparece pouco depois do relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que revelou uma “movimentação atípica” de R$ 1,2 milhão nas contas de Fabrício José de Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

Ao comentar o caso durante a semana, o presidente eleito se colocou “à disposição” para esclarecimentos e reafirmou que, em seu governo, investirá na luta contra a corrupção.

“Temos um problema pela frente. Essa questão do ex-assessor. Deixo bem claro que eu não sou investigado e que meu filho não é investigado. Pelo que me consta, esse senhor será ouvido pela Justiça na semana que vem. Espero que dê os devidos esclarecimentos. Se algo estiver errado comigo, com meu filho ou com Queiroz, que paguemos aí a conta deste erro. Não podemos comungar com o erro de ninguém. Da minha parte, estou aberto a quem quiser fazer qualquer pergunta sobre esse assunto. Tenho me colocado à disposição”, disse Bolsonaro.

“Esse vazamento que houve, não sou contra, tem que vazar tudo mesmo! Nem devia ter nada reservado. Dói no nosso coração? Dói. O que nós temos de mais firme é o combate à corrupção. Enquanto eu for presidente, combateremos a corrupção usando todas as armas do governo, inclusive o próprio Coaf”, completou.