Guedes: ‘O Brasil é uma baleia que foi arpoada várias e parou de se mover’

  • Por Jovem Pan
  • 04/06/2019 15h48
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil"Não é coincidência que o Brasil cresça 0,5% ao ano nos últimos oito anos", disse o ministro

Durante audiência pública realizada na tarde desta terça-feira (4) na Comissão de Finanças de Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados, o ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou o Brasil a uma “baleia ferida” ao defender que a reforma da Previdência destravará os investimentos no País.

“Não é coincidência que o Brasil cresça 0,5% ao ano nos últimos oito anos. O Brasil é uma baleia ferida que foi arpoada várias vezes, está sangrando e parou de se mover. Não tem direita ou esquerda, precisamos retirar os arpões”, declarou.

“O governo está quebrando. Na reforma da Previdência não estamos tirando R$ 1 trilhão de ninguém, estamos cortando privilégios e desigualdades futuras (…). A reforma da Previdência á apenas o início”, completou.

Capitalização

O ministro também afirmou que a aprovação da reforma não significa o lançamento imediato do novo regime de capitalização. “Não existe o compromisso de já disparar a capitalização. Vamos mandar um novo projeto ao Congresso e voltaremos aqui para explicar tudo de novo. Só aprovando essa reforma, botamos o Brasil para andar. Com nova reforma (da capitalização) vamos dar um choque de emprego para os jovens.”

Afirmou ainda que a aprovação permitirá ao governo adotar outras medidas, como a liberação de PIS/Pasep e executar o Plano de Equilíbrio Financeiro (PEF) para os Estados. “Enquanto não aprovamos uma reforma fiscal potente, até os pequenos estímulos que se tenta dar na economia são perversos. Como os fundamentos da economia estão frágeis, estímulos levaram a inflação e alta dos juros.”