Janaina Paschoal diz que deixará bancada do PSL: ‘Vocês estão cegos’

No WhatsApp, deputada também critica presidente por publicar “vídeo maluco de Messias”, mas diz à Jovem Pan que não o abandonou

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2019 14h35
Bruno Rocha/Estadão ConteúdoA deputada estadual Janaina Paschoal

A Jovem Pan teve acesso ao conteúdo de um grupo de WhatsApp de parlamentares do PSL na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Coautora do pedido de impeachment de Dilma Rousseff e deputada estadual mais votada da história do país, Janaina Paschoal (PSL-SP) enviou um vídeo publicado em rede social por Jair Bolsonaro e escreveu:

“E esse vídeo maluco de Messias? O que ele quer com isso?”

Ela ainda questionou em áudio a sanidade do presidente da República:

“Eu peço que vocês assistam e respondam: ‘O senhor, um presidente da República, na plenitude de suas faculdades mentais, publicaria um vídeo desse?’”

No vídeo, de acordo com a postagem de Bolsonaro, um “pastor francês expõe sua visão sobre o futuro do Brasil”. “Não existe teoria da conspiração, existe uma mudança de paradigma na política. Quem deve ditar os rumos do país é o povo! Assim são as democracias”, escreveu o presidente.

Nascido no Congo e fundador de uma igreja evangélica em Orleans, na França, o pastor Steve Kunda apresenta Bolsonaro como escolhido por Deus.

“Na história da bíblia, houve políticos que foram estabelecidos por Deus. Um exemplo é quando falam do imperador da Pérsia, Ciro. Antes do seu nascimento, Deus fala através de Isaías: ‘Eu escolho meu servo Ciro’. E o senhor Jair Bolsonaro é o Ciro do Brasil. Não passe seu tempo a criticar, junte vossas forças, sustente esse homem, ore por ele, encoraje-o”, conclama Kunda.

Na conversa de WhatsApp, Janaina Paschoal reclamou da “cegueira” dos colegas e anunciou que tentará deixar a bancada do partido.

“Amigos, vocês estão sendo cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada. Acho que os ajudei na eleição, mas preciso pensar no país. Isso tudo é responsabilidade”, escreveu a deputada.

Imagem de reprodução da mensagem

“Saiam da bolha. Vocês são muito parecidos com petistas. Não tem nada a ver com toma lá dá cá. O presidente precisa entender que não será ovacionado pelo povo. A história mostra que essa estratégia não dá certo”, completou Janaina.

A Jovem Pan entrou em contato com a deputada, que confirmou o conteúdo da conversa. Ela contou que estava explicando aos colegas as razões de suas críticas nas redes sociais à convocação das manifestações do dia 26 e lamentou que suas declarações feitas no grupo tenham sido vazadas:

“Eu não estou abandonado o presidente de maneira nenhuma. Eu estou tentando salvar um governo no qual eu votei e trabalhei muito para eleger, mas para governar nas regras do Estado Democrático de Direito. Não consigo ver lógica em um governo convocar manifestações”, acrescentou Janaina.

“Quem está no governo precisa de ponderação, colocar os ânimos nos lugares. Temos uma equipe boa, temos que respeitar os trâmites das instituições”, concluiu.