Lava Jato pede suspensão da criação de fundação privada com dinheiro de multa da Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2019 16h30
Fernando Frazão/Agência Brasil Deltan Dallagnol é procurador do Ministério Público Federal e coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato

A força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal do Paraná pediu nesta terça-feira (12) a suspensão da criação de uma fundação privada com o dinheiro de uma multa paga pela Petrobras. A punição foi estabelecida por autoridades dos Estados Unidos, uma vez que a empresa violou leis norte-americanas pois negociava ações na bolsa de Nova York na época em que esquemas de corrupção foram deflagrados.

Segundo comunicado divulgado nesta terça, o Ministério Público desistiu da ideia de criar a fundação após ter recebido críticas. “Diante do debate social existente sobre o destino dos recursos, a força-tarefa está em diálogo com outros órgãos na busca de soluções ou alternativas que eventualmente se mostrem mais favoráveis para assegurar que os valores sejam usufruídos pela sociedade brasileira”, diz o texto.

As críticas vieram, em parte, de juízes e ministros do STF. Cerca de R$ 2,5 bilhões seriam destinados a essa fundação privada, enquanto o restante do dinheiro pago pela Petrobras seria utilizado para pagar processos e ressarcimentos.

Enquanto as autoridades brasileiras discutem o melhor destino para a multa, o dinheiro pago pela Petrobras será depositado em uma conta vinculada judicial à 13ª Vara Federal de Curitiba.