Mais Médicos: 1,4 mil vagas não foram preenchidas; formados no exterior sem Revalida passarão a ser aceitos

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2019 18h08
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDO/AEO número representa cerca de 16% dos postos deixados em novembro

O Ministério da Saúde divulgou um balanço nesta sexta-feira (11) que mostra que mais de 1,4 mil vagas deixadas pelos cubanos no programa Mais Médicos não foram preenchidas por profissionais brasileiros. O número representa cerca de 16% dos postos deixados pelos estrangeiros em novembro, quando Cuba rompeu o convênio com o Brasil.

As vagas ociosas serão abertas para brasileiros formados no exterior que não revalidaram o diploma com o exame do Revalida e, portanto, não têm registro profissional no Brasil. Eles poderão escolher as vagas nos dias 23 e 24 de janeiro. Depois, nos dias 30 e 31 de janeiro, serão aceitas também inscrições de médicos estrangeiros.

Editais

As 1,4 mil vagas ficaram sem interessados mesmo após a realização de dois editais para médicos com CRM Brasil. Do total de postos não preenchidos, 842 não tiveram inscritos. Outros 620 registraram interessados, mas, após a inscrição, os médicos não compareceram às unidades no período determinado, que terminou nesta quinta (10).

*Com Estadão Conteúdo