Mais um foragido do furto ao Banco Central de Fortaleza, há 13 anos, é preso no Ceará

  • Por Jovem Pan
  • 10/10/2018 13h48
Divulgação/Polícia Militar“Bode” foi encontrado por policiais do Batalhão do Raio. Os agentes montaram um cerco no local após o recebimento da denúncia

Foi preso na manhã desta quarta-feira (10) Antônio Artenho da Cruz, foragido do furto ao Banco Central há 13 anos em Fortaleza. Ele foi preso em Boa Viagem, no Ceará. Conhecido como “Bode”, Antônio foi encontrado após denúncia anônima.

Em setembro, outro integrante condenado pelo furto ao BC foi preso na mesma cidade. Raimundo Laurindo Barbosa Neto e Artenho nunca tinham sido presos, Marcos Rogério havia sido preso e fugiu do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira em fevereiro de 2011 – ele permanece foragido.

“Bode” foi encontrado por policiais do Batalhão do Raio. Os agentes montaram um cerco no local após o recebimento da denúncia. No local foram encontradas uma espingarda e munição além de R$ 3,5 mil em dinheiro.

Há pouco mais de um ano, em junho do ano passado, o Superior Tribunal de Justiça decidiu reduzir a pena de Artenho de 27 anos e sete meses de prisão para 13 anos.

O furto ao Banco Central ocorreu três meses após planejamento e escavações por parte dos criminosos. A quadrilha saiu de uma residência e chegou ao cofre da instituição. Foram furtados mais de R$ 164 milhões no dia 05 de agosto de 2005.