Palocci: Lula recebia propina em caixas de uísque (até dentro de avião)

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2019 18h31
Marcello Casal Júnior/Agência BrasilPalocci relatou entrega de valores diretamente a Lula

O ex-ministro Antonio Palocci relatou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva recebeu propinas dentro de caixas de uísque “até em avião”. O dinheiro era repassado pela empreiteira Odebrecht. O ex-ministro fez a afirmação em delação premiada anexada na quinta-feira (17) ao inquérito da Polícia Federal sobre a Usina de Belo Monte, que corre sob sigilo.

O depoimento de Palocci foi concedido em abril do ano passado e homologado três meses depois pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Além de afirmar que Lula recebeu valores ilegais na construção da hidrelétrica, na colaboração com a Justiça, feita no âmbito da Operação Lava Jato, Palocci também cita que a ex-presidente Dilma Rousseff sabia e autorizou pagamentos da empreiteira Andrade Gutierrez ao PMDB durante campanha eleitoral. Entretanto, ela teria negado repasses ao PT.

Consta no documento que o ex-ministro “se recorda que, dos recursos em espécie recebidos da Odebrecht, levou em oportunidades diversas cerca de 30, 40, 50 e 80 mil reais em espécie para o próprio Lula”.

Entre os valores entregues ao ex-presidente, R$ 50 mil teriam sido entregues dentro de uma caixa de telefone celular no Terminal da Aeronáutica de Brasília, durante o período eleitoral de 2010, além de outros repasses. “Em São Paulo, recorda-se de quando levou dinheiro em espécie a Lula dentro de caixa de whisky até Congonhas.”

Nesse episódio do Aeroporto de Congonhas, Antonio Palocci afirmou que “no caminho até o local recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega”. A cobrança teria sido presenciada por um motorista, Carlos Pocente, que também prestou depoimento no inquérito de Belo Monte. O dinheiro era entregue no avião presidencial.