Para Gleisi, depoimento de Lula a juíza substituta é ‘mais uma peça teatral’ de Moro

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2018 16h12
Foto: Geraldo Magela/Agência SenadoPara a presidente do PT, Lula está sendo perseguido

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, prestou novo depoimento nesta quarta-feira (14) em Curitiba – e esta foi a primeira vez que o juiz Sergio Moro não foi o inquiridor. Quem assumiu o posto foi a substituta juíza Gabriela Hardt. O discurso do partido, no entanto, não mudou. Para a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, a substituição de Moro por Hardt é “mais uma peça teatral” do futuro ministro da Justiça do governo Bolsonaro.

Hoffmann disse, em frente ao prédio da PF onde ocorreu o depoimento, que não há “nenhuma expectativa” de que Lula não seja condenado neste outro caso, referente ao sítio de Atibaia.

Para ela, o ex-presidente é inocente das acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro e está sendo perseguido politicamente por Moro. Hoffmann ainda criticou o juiz por ter tirado férias de seu cargo na 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba após aceitar o convite para compor o governo do presidente eleito.

Na opinião da presidente da sigla, ele deveria ter se exonerado do cargo para que um novo juiz fosse escolhido para dar sequência ao processo. “É uma juíza que é a sequência do que o juiz Sergio Moro quer”, disparou.

*Com informações de Estadão Conteúdo