Polícia divulga identidade dos homens presos por envolvimento no massacre de Suzano; confira

  • Por Marcella Lourenzetto / Jovem Pan
  • 11/04/2019 14h18
DivulgaçãoAinda não se sabe quais por quais crimes eles estão sendo acusados

A Polícia Civil prendeu, entre quarta (10) e quinta-feira (11), três homens envolvidos no massacre ocorrido na Escola Estadual Raul Brasil na manhã do dia 13 de março em Suzano.

O primeiro detido foi Cristiano Cárdias de Souza, conhecido como Cabelo. De acordo com as investigações, ele seria responsável por fornecer as munições e a arma usadas por um dos autores do ataque à escola. Os outros foram Adeilton Pereira dos Santos e Thatiano Oliveira de Queiroz. Ainda não se sabe quais por quais crimes eles estão sendo acusados.

Mais informações serão divulgadas durante a tarde em uma coletiva de imprensa.

Atendimentos às vítimas

Mais cedo, ainda em Suzano, onze feridos no ataque passaram por avaliação física e psicológica em uma UBS. Uma equipe multidisciplinar do Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo, o Imesc, foi chamada para acompanhar o trabalho.

O médico perito Lucas Leal, diretor do Imesc, explicou que o objetivo da equipe é identificar problemas pontuais e futuros nos jovens que sofreram o trauma.

O atendimento é específico para esses onze jovens. Uma perícia posterior deve ajudar a quantificar o valor a ser pago em indenização para as famílias.

O trabalho de assistência é realizado também com outras pessoas da cidade que se sentiram atingidas pela tragédia. Segundo o secretário de saúde do município, Luís Claudio Rocha Guillaumon, há uma lista de espera de 1200 pessoas. Devido ao grande número, ele solicitou um convênio com o governo do estado para levar mais profissionais de saúde à cidade.