Prefeitura de SP anuncia nova redução na frota de ônibus e mantém suspensão do rodízio

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2018 19h30
Fotos PúblicasCom a continuidade da greve, Prefeitura decidiu manter a suspensão do rodízio na cidade nesta sexta-feira

Nesta quinta-feira (24), a Prefeitura de São Paulo emitiu um comunicado para informar uma série de medidas de contingência que serão tomadas em relação aos serviços públicos devido a greve dos caminhoneiros, que já dura quatro dias e afeta diversos setores da economia da cidade. Entre eles, ficou definido que o rodízio seguirá suspenso nesta sexta-feira (25), a frota de ônibus será reduzida em até 50% e que a coleta de lixo também sofrerá paralisação.

Transportes

Com problemas para abastecer os veículos, a SPTrans informou que a circulação de 50% da frota pode ser afetada. Ou seja: as linhas irão operar com apenas metade do contingente e em intervalos maiores.

Em razão disso, o rodízio municipal de veículos seguirá suspenso. A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes determinou que a SPTrans e a CET reforcem as equipes de rua para orientar os passageiros e motoristas sobre as mudanças.

Já a CPTM e o Metrô vão manter 100% de suas frotas funcionando, para compensar a ausência de parte dos ônibus. O acerto foi definido entre a administração municipal com a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos.

Coleta de lixo

A AMLURB informou que a coleta de resíduos domiciliares – lixo comum e recicláveis – estará suspensa nesta sexta-feira. Diante disso, a Prefeitura solicitou que as pessoas não coloquem o lixo nos locais de coleta nas ruas até a retomada da operação dos caminhões. Já os serviços críticos, como a limpeza de pós feiras, recolhimento de animais mortos e coleta de resíduos hospitalares, serão executados normalmente.

Os Ecopontos também estarão fechados e os serviços de limpeza urbana, como a varrição de vias e logradouros, serão reduzidos.

Saúde

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo informou que todas as unidades estão funcionando normalmente e que, até o momento, não houve registro de falta de medicamento ou de outros insumos. Com relação às ambulâncias, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-SP) informou que todas os veículos operacionais foram abastecidos estrategicamente entre a noite desta quarta-feira (23) e a manhã desta quinta-feira (24). Além disso, foi feita uma reserva de combustível para possíveis faltas e o abastecimento de ambulâncias reservas.

Educação

Por fim, a Secretaria Municipal de Educação informou que as aulas estão mantidas em toda a rede e a merenda escolar está garantida. A partir de segunda-feira, no entanto, pode haver impacto na entrega de produtos perecíveis e do programa Leve-Leite. Os demais insumos são mantidos em estoque e serão preparados normalmente.