Presidente da Funai confirma que foi exonerado do cargo

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2019 17h32
Sargento Rezende/FABEle afirmou que a decisão será publicada nesta quarta-feira, no Diário Oficial da União

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), o general Franklimberg Ribeiro de Freitas, confirmou nesta terça-feira (11) que foi exonerado do cargo. Ele disse que recebeu uma ligação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, informando que a decisão será publicada nesta quarta-feira, no Diário Oficial da União.

Questionado sobre o assunto, o general disse que a Funai continua “a ser alvo de interesses sem nenhuma relação com a causa indígena e que estes, mais uma vez, prevalecem no caminho da autarquia ligada ao Ministério da Justiça (MJ)“.

“A realidade é que, infelizmente, assessores do presidente da República que pensam quem conhecem a vida e a realidade dos povos indígenas têm assessorado muito mal o presidente”, declarou.

“A informação que recebi é que, na quinta-feira, quando a Funai volta para o Ministério da Justiça, já não estarei aqui. Há vetores externos sobre a Funai que, em seu histórico, sempre estão prevalecendo sobre as políticas indígenas”, afirmou o general. “Não fiz nada de errado. Procurei cumprir com todas as missões institucionais e as políticas do governo. Hoje o futuro da Funai é incerto. Não há como definir o amanhã.”

* Com informações do Estadão Conteúdo