Varredura em presídio do RJ encontra mais de 200 celulares, drogas e plano de fuga

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2019 07h37
Divulgação/SeapA Operação Asfixia já apreendeu em todo o estado, de janeiro a maio deste ano, 5.339 celulares

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Estado do Rio de Janeiro, em varredura no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, apreendeu 219 aparelhos celulares, 25 relógios, 40 chips; R$ 27 mil em espécie; 10 tabletes, 18 invólucros e 505 sacolés de maconha; 491 sacolés e 460 gramas de cocaína.

Foram encontradas também duas balanças de precisão, 16 baterias, roupas, tênis e chinelos.

Os 250 agentes penitenciários que participaram da Operação Asfixia encontraram, ainda, um plano para fuga em massa de detentos.

Operações
A Secretaria de Administração Penitenciária vem trabalhando para combater irregularidades dentro das unidades prisionais, com destaque para três operações iniciadas este ano: Asfixia, Iscariotes e Bloqueio.

A Operação Asfixia já apreendeu em todo o estado, de janeiro a maio deste ano, 5.339 celulares. No mesmo período do ano passado, 3.756 aparelhos foram encontrados.

A Operação Bloqueio já prendeu 33 pessoas tentando entrar com drogas e celulares em cadeias do estado.

*Com Agência Brasil