Senadores consideram fraude em eleição e abrem nova votação para Presidência da Casa

  • Por Jovem Pan
  • 02/02/2019 17h23
Senado FotosApós alguns minutos de discussão, os senadores decidiram anular os votos encontrados fora dos envelopes e fazer nova votação. Todas as cédulas foram trituradas em uma máquina. 

A confusão na eleição da nova presidência do Senado Federal não termina. Após o termino da votação, a contagem de votos revelou duas cédulas fora dos envelopes, sendo que uma delas está a mais na urna. Dessa forma, foram ao todo 82 cédulas, um voto a mais do que o número de senadores.

Após alguns minutos de discussão, os senadores decidiram anular os votos encontrados fora dos envelopes e fazer nova votação. Todas as cédulas foram trituradas em uma máquina.

Durante a primeira votação, senadores contrários ao voto fechado mostraram a cédula para o Plenário e para fotógrafos presentes na tribuna da Casa ao depositarem seus votos na urna. O ato é passível de punição quando a decisão da Casa é pela votação secreta. Conforme o Código de Ética do Regimento Interno do Senado Federal, abrir o voto pode levar a perda temporária do mandato.