Weintraub: ‘Orçamento foi feito por Dilma e Temer; nós não votamos neles’

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2019 16h03
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosMinistro arrancou aplausos dos parlamentares após bate-boca com oposicionista

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, culpou os governos anteriores pelo contingenciamento no orçamento na área durante fala no Plenário da Câmara dos Deputados na tarde desta quarta-feira (15). Arrancando aplausos dos parlamentares presentes, reafirmou que Jair Bolsonaro não é o verdadeiro responsável pelos bloqueios.

“Não somos nós os responsáveis pelo contingenciamento. Orçamento foi feito pelo governo de Dilma Rousseff e Michel Temer. Nós não votamos neles. Não somos responsáveis pelo desastre da educação básica brasileira. O sonho de consumo dos brasileiros é colocar os filhos em uma escola privada e não pública. Isso é muito ruim”, disse, rebatendo o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), autor do requerimento de convocação do ministro.

O ministro alegou ainda que a Nova Previdência resultará no aumento das receitas da União e, por consequência, no aumento futuro de verbas para o setor. Finalizou a resposta rebatendo outro argumento de Silva e defendendo, novamente, a presença da polícia dentro dos campi. “Temos que corrigir nosso rumo sem revolução, sem briga. E autonomia universitária não é soberania. A universidade precisa respeitar as leis. E se for preciso, a polícia tem que entrar na universidade”, concluiu.