Conselho de Reforma para Tailândia rejeita minuta de Constituição

  • Por Agencia EFE
  • 06/09/2015 02h00

Bangcoc, 6 set (EFE).- O Conselho para a Reforma Nacional, criado pela junta militar que governa a Tailândia desde 2014, rejeitou neste domingo de maneira majoritária a minuta para a futura Constituição.

Em uma votação que durou quase uma hora, 134 conselheiros votaram contra o texto por 105 a favor, enquanto oito decidiram se abster.

A rejeição da futura Carta Magna prolonga no poder os militares, que tomaram o governo através de um golpe de Estado no dia 22 de maio de 2014, enquanto se cria um novo Comitê para a Redação da Constituição para reescrever o documento. EFE