Combate à inflação foi bem-sucedido, afirma presidente do Banco Central

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2019 16h24
Valter Campanato/Agência Brasil Ilan fica no cargo até março, quando passará o comando a ex-diretor do Banco Santander

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta sexta-feira (11) que a “política de combate à inflação foi um trabalho bem sucedido”. Nomeado por Michel Temer, ele fica no cargo até março, quando será substituído por Roberto Campos Neto.

Segundo Goldfajn, a inflação de 3,75%, divulgada nesta sexta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), está dentro do patamar definido pelo regime de metas do governo, medida que está prestes a completar 20 anos.

Para o presidente do Banco Central, “o mais importante” é que as expectativas também estão dentro da meta para este ano e para 2020 – ambas de 4% – e para 2021 – 3,75%. Ano a ano, espera-se manter a inflação abaixo de 4,5%.

Ajuste fiscal

Goldfajn disse ainda que manter o controle da alta nos preços é trabalho contínuo e que os ajustes são essenciais para manter a inflação na meta e também para a recuperação da economia. Para ele, hoje, o sistema financeiro do Brasil é “saudável e eficiente”.

Nesta sexta-feira, o presidente do Banco Central lançou, no Rio de Janeiro, uma coleção digital da história da instituição. Ele espera que histórias contadas pelos comandantes da instituição nessa coletânea possam servir de inspiração para as novas gerações.

*Com informações do Estadão Conteúdo