Conta digital do Mercado Pago passa a render acima da poupança

  • Por Marina Ogawa/Jovem Pan
  • 05/12/2018 15h47
PixabayO Mercado Pago passa, a partir de agora, a dar um rendimento estimado de 5,2% ao ano às contas dos clientes cadastrados na plataforma

Se você é uma pessoa que deixa seu dinheiro na poupança já deve ter escutado de alguém que “rende pouco” ou que “está perdendo dinheiro”. Certo? Mas hoje em dia existem diversos tipos de investimentos como Tesouro Direto, CDB (Certificado de Depósito Bancário), LCI e LCA (Letras de Crédito isentas do Imposto de Renda), além de LC (Letras de Câmbio) e Fundos de Renda Fixa.

Somado a estas formas, uma nova frente entra no rol de possibilidades principalmente de pequenos empreendedores e pessoas físicas e jurídicas através do Mercado Pago, uma instituição de pagamento do grupo Mercado Livre. Foi anunciado nesta quarta-feira (05) que a conta digital da empresa disponibilizará a opção de um rendimento em cima do saldo que o usuário tiver em conta.

Assim, o Mercado Pago passa, a partir de agora, a dar um rendimento estimado de 5,2% ao ano às contas dos clientes cadastrados na plataforma. “O rendimento é automático sobre o saldo disponível em conta, e não há valor mínimo ou prazo para o resgate do dinheiro”, explica a empresa em comunicado.

Desta forma, o cliente poderá utilizar o saldo em conta e o valor do rendimento quando quiser, sem a cobrança de tarifas ou taxas. Será apenas incidido o Imposto de Renda no momento que o cliente utilizar o dinheiro. A opção para que seu dinheiro passe a render, entretanto, precisa ser ativada no aplicativo.

“É uma grande novidade porque isso permite várias coisas. Primeiro, todos os nossos fluxos de utilização da conta. Cada vez mais estamos indo para o caminho que o cliente não precisa mais da conta bancária. Não precisa mais mandar para a conta bancária. É uma conta gratuita e de fácil cadastro”, explica Tulio Oliveira, diretor do Mercado Pago no Brasil. “Dessa forma, nossa plataforma torna-se também ainda mais atraente para quem busca alternativas ao sistema bancário tradicional”, completa.

Antes da novidade, o cliente já podia pagar boletos, contas, realizar transferências entre pessoas, recargas de celular e de Bilhete Único diretamente pelo aplicativo, além de movimentar saldo. Agora, ele também pode optar por ter uma rentabilidade diária acima da poupança e de forma menos burocrática.

A intenção da empresa é que o cliente possa transacionar 100% de seu volume com o Mercado Pago, segundo Tulio Oliveira.

“Somos obrigados a ter esse dinheiro [do cliente] ‘encaixado’ no Banco Central. O BC abre a liberalidade de investir isso em títulos do Tesouro. O investimento estava conosco e agora devolvemos para o cliente a maior parte, os 5,2%”, ressalta o diretor da instituição. Sobre outras formas de investimento que não no Tesouro, Tulio argumenta que o cliente do Mercado Pago “ainda não tem necessidade de mais formas de investimento”, mas que “no futuro” a possibilidade de se pensar em outros meios é ampla.

Segundo ele, o foco da empresa hoje é o pequeno empreendedor, mas o rendimento valerá tanto para CPFs quanto CNPJs. Atualmente são 2,5 milhões de clientes da carteira digital da instituição e que podem passar a receber rendimentos em cima de seus saldos em conta.

Pagamentos via QR Code

Hoje, são mais de 50 mil estabelecimentos no País que recebem o pagamento via QR Code no modelo do Mercado Pago, onde o cliente utiliza o aplicativo.

Há, é claro, o desafio de investir na educação dos usuários e dos vendedores para que o novo modo de pagamento seja cada vez mais utilizado. “Temos o desafio enorme para ser adotado em larga escala. Somos o primeiro que colocou isso em maior escala na rua. Desafio de educar o vendedor, o garçom, por exemplo, tem de saber operar. E na outra ponta tem o comprador. A concorrência é tirar o dinheiro e parar de sacar o cartão a carteira. A gente tem investido bastante forte na aquisição de lojistas”, ressalta o diretor.

De modo a incentivar o uso do pagamento via Mercado Pago por parte dos clientes, a empresa investe em promoções conjuntas com restaurantes, farmácias, postos de combustíveis e redes de franquias, por exemplo.

O modo de pagamento via QR Code é simples. A conta, como de costume, vem impressa ao cliente, mas agora acompanhada do código. Basta que o cliente tenha saldo em conta e escaneie, via aplicativo do Mercado Pago no celular, o código QR. A conta aparece detalhada diretamente na tela do smartphone e o “recibo” fica disponível imediatamente no estabelecimento comercial.