Mercado financeiro reduz projeção de crescimento do PIB para 1,24%

Na semana passada, a expectativa era de expansão de 1,45%, segundo o boletim Focus, do Banco Central

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2019 09h34
Agência BrasilA estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 4,04% para 4,07 este ano

Pela 12ª semana consecutiva, o mercado financeiro reduziu a estimativa de crescimento da economia neste ano. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) foi reduzida de 1,45% para 1,24%.

De acordo com o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (20) pelo Banco Central (BC), para 2020, a expectativa foi mantida em 2,50%, assim como para 2021 e 2022.

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu de 4,04% para 4,07 este ano. Para 2020, a previsão segue em 4%. Para 2021 e 2022, também não houve alteração: 3,75%.

Para controlar a inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,50% ao ano até o fim de 2019.

Para o fim de 2020, a projeção caiu de 7,50% para 7,25% ao ano. Para o ano que vme, a previsão foi mantida em 8% ao ano e em 2021, a expectativa caiu de 8% para 7,50% ao ano.