Petrobras se recupera na bolsa e faz Ibovespa subir 1,34%

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2019 19h58
Tânia Rêgo/Agência BrasilAnúncio de medidas para o setor rodoviário foi visto com otimismo pelo mercado

As ações da Petrobras se recuperaram nesta terça-feira, 16, com reflexo direto no Índice Bovespa. O anúncio de medidas para o setor rodoviário e a expectativa de que novas providências pudessem ser anunciadas após a reunião de integrantes do governo com técnicos da Petrobras foram fundamentais para a melhora do humor do mercado. Ao final do pregão, o Ibovespa marcou 94.333,31 pontos, com alta de 1,34%.

A valorização do Ibovespa foi mantida mesmo na contramão dos mercados de câmbio e juros, onde a cautela com a tramitação da reforma da Previdência prevaleceu. As bolsas de Nova York tiveram desempenho fraco e também não foram firme referência positiva para os negócios na Bolsa. Por outro lado, a alta dos preços das commodities foi o fator externo positivo, ajudando a alavancar as ações da Petrobras e de papéis de mineração e siderurgia.

Em entrevista coletiva pela manhã, o governo anunciou um pacote de medidas para beneficiar os caminhoneiros, de forma a afastar o risco de uma greve. Entre as medidas anunciadas estão a concessão de uma linha de crédito específica a caminhoneiros autônomos de até R$ 30 mil no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a liberação de R$ 2 bilhões para conclusão de obras e manutenção de rodovias.

As ações da Petrobras reagiram com alta firme, apagando parte das perdas de sexta-feira, quando chegaram a perder mais de 8%. Ao final do pregão, Petrobras ON e PN subiram 3,57% e 3,05%.

Para Rafael Bevilacqua, estrategista da Levante Ideias de Investimento, apesar de o episódio da suspensão do reajuste do diesel ter causado mal-estar no mercado, a aposta é de que nova interferência governamental não será necessária, à medida que houver reação na economia. “Havendo melhora da economia e redução da ociosidade, haverá também melhora das condições de trabalho para os caminhoneiros”, afirma o estrategista.

Para isso, a reforma da Previdência tem papel fundamental. Assim, as atenções também estiveram focadas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, onde os governistas correm contra o tempo para conseguir votar a admissibilidade da reforma antes do feriado de Páscoa. Com mais de cem deputados inscritos para discursar, o desafio é reduzir as inscrições ou o tempo de fala dos deputados para que o relatório seja votado até quarta-feira.

Na análise por ações, outro destaque do dia foi Vale ON, que subiu 3,45%, em boa parte apoiada na alta dos preços do minério de ferro. Além disso, o papel refletiu decisão judicial em Minas Gerais que autorizou a companhia a retomar a operação de sua mina Brucutu, paralisada em fevereiro, após a tragédia em Brumadinho. Também foram destaque de alta as ações de outras empresas estatais, refletindo melhora da percepção de risco político. Banco do Brasil ON subiu 2,07% e Eletrobras PNB avançou 0,68%.

*Com informações do Estadão Conteúdo