Ataque a povoado deixa 135 mortos no Mali; massacre é resultado de conflito étnico

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2019 09h10
Reprodução/Google MapsIdosos, mulheres e crianças estão entre vítimas; centenas de casas foram incendiadas

Cento e trinta e cinco pessoas morreram em um ataque contra o povoado de Ogossagou, no centro do Mali. As vítimas são da etnia peul e os assassinatos são decorrentes de um conflito com caçadores de etnia bambara, conhecidos como donzos.

O ataque aconteceu no sábado (23). Autoridades locais informaram que, até o momento, neste domingo (24), cerca de 90 mortos já foram enterrados, mas ainda faltam cerca de 50 corpos, que foram encontrados totalmente carbonizados.

Entre as vítimas deste povoado de pastores da região de Mopti há vários idosos, mulheres e crianças, que não conseguiram escapar dos donzos que tinham rodeado o povoado e queimado cerca de 400 casas.

O presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, convocou um conselho de ministros extraordinário para as 10 horas locais (7h em Brasília) e ordenou uma investigação sobre este massacre de civis, a mais grave dos últimos anos.

Na região é esperada uma missão do Comitê Internacional da Cruz Vermelha que também vai fazer parte da investigação, supostamente ao lado do governo.

*Com informações da EFE