Ataque de elefante mata soldado durante operação contra caçadores

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2019 15h43
Reprodução/JPMatthew Talbot, de 22 anos, tinha se voluntariado para uma missão de combate à caça ilegal

O Departamento de Defesa do Reino Unido confirmou que um soldado de 22 anos morreu ao ser atacado por um elefante no Parque Nacional Liwonde, no Malawi. Ele estava em uma operação de combate à caça ilegal.

A patrulha de soldados armados estava caminhando entre a vegetação de pouco mais de dois metros de altura quando os soldados escutaram barulho de elefantes, informou a CNN.

Um deles atacou Matthew Talbot, que morreu logo depois. Nenhum outro soldado ficou ferido.

A secretária de Defesa Penny Mordaunt disse que o incidente serve para lembrar o perigo que os soldados enfrentam na “vida selvagem”.

“Esse trágico incidente é um lembrete do perigo que nossos militares enfrentam ao proteger algumas das espécies mais perigosas daqueles que tentam lucrar com o crime em áreas da vida selvagem”, disse.

Ela ressaltou que o soldado tinha familiaridade com a África e se voluntariou para a missão.

A população de elefantes está despencando na África por causa da caça e da perda de habitat.

Em 2016, um estudo mostrou que, desde 1979, o número de elefantes caiu de 1.3 milhão para 350 mil, queda muito maior do que a esperada.

Patrulhas de soldados e vigilância têm contribuído para a redução da caça ilegal.