Atirador mata pelo menos 11 pessoas e deixa 6 feridas em Vírginia Beach, nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2019 20h17
Reprodução/CNNO suspeito, que trabalha no tribunal próximo ao tiroteio, morreu durante o ataque

Um atirador matou pelo menos 11 pessoas e deixou outras seis feridas no Centro Municipal Virgínia Beach, uma espécie de shopping com lojas e agências estatais, incluindo o Departamento de Polícia, na cidade de Virgínia Beach, no leste dos Estados Unidos.

O tiroteio aconteceu no prédio nº 2, que é uma área adjacente à Prefeitura, onde estão alocados escritórios públicos.

Em entrevista coletiva, o chefe da Polícia de Virgínia Beach, James Cervera, disse que o suspeito, que trabalhava no local, morreu durante o ataque. Ele afirmou ainda que, no momento, eles “tem muito mais perguntas do que respostas”.

De acordo com Cervera, o homem entrou no prédio e saiu atirando “indiscriminadamente nas pessoas”. Em resposta, oficiais da polícia entraram no prédio e deixaram o máximo de vítimas seguras. O suspeito atirou contra os policiais, que devolveram o fogo, atingindo-o e matando-o.

Segundo o The New York Times, as identidades do atirador e das vítimas ainda não foram reveladas. Um dos feridos foi um policial, que se salvou devido ao colete à prova de balas.

Dale T. Gauding, um porta-voz do centro Sentara Healthcare, afirmou que cinco pacientes foram levados ao hospital Sentara Virginia Beach General e um está sendo transportado de helicóptero do hospital Sentara Princess Anne para o centro de traumatologia 1 do hospital Sentara Norfolk General.

“Este é o dia mais devastador na história de Virgínia Beach”, declarou o prefeito da cidade, Robert M. Dyer.

O governador do estado de Virgínia informou que sua equipe estava monitorando a situação e pediu para que as pessoas ficassem longe da área e seguissem todas as instruções dos organismos da lei.

Em seu Twitter, ele escreveu, por volta das 20h (horário local), que “é um dia trágico para Virgínia Beach e toda a sua comunidade. Meu coração está quebrado pelas vítimas deste devastador tiroteio, sua família e todos que os amam. Estou no caminho para Virgínia Beach e estarei lá dentro de uma hora”.

* Com EFE