Catar anuncia saída da Opep, após 57 anos na organização

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2018 10h15
Agência EFEO Catar é membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) desde 1967 e é o maior exportador de gás natural do mundo, com cerca de 128,645 bilhões de metros cúbicos por ano

O Catar anunciou que vai deixar a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a partir de 1° de janeiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3) pelo ministro de Energia do país, Saad al Kaabi.

Segundo Kaabi, o país quer se concentrar na expansão da produção de gás natural. “Não quero ir à reunião e falar do orçamento do ano [2019], quero ser transparente. Falei com o secretário-geral e lhe disse que queremos nos centrar no negócio do gás e comentei com ele as nossas intenções de ir à reunião desta semana e ele aceitou. Não queremos surpreender os membros”, afirmou Kaabi.

O ministro declarou que a decisão de deixar a OPEP “não tem a ver com o bloqueio” econômico que Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos (EAU), Bahrein e Egito impõem contra Doha desde junho de 2017. “Quando um país quer sair da OPEP tem que fazer um pedido e depois se aceito, para que esteja fora no prazo de um mês”, explicou Kaabi.

O Catar é membro da Opep desde 1967 e é o maior exportador de gás natural do mundo, com cerca de 128,645 bilhões de metros cúbicos por ano.

*Com informações da Agência EFE